segunda-feira, 14 de maio de 2012

Resenha do livro 1, por Pâmela Vital

Uma grata surpresa nesta tarde quando entro no Facebook, um recado com o link da resenha de Pâmela Vital, colunista do blog Equalize da Leitura.


Querida, muito obrigada!!!!

Leia o que ela achou do livro e comente ;)


"Se você pensa que é difícil imaginar a vida em uma Terra pós-destruição, não tem nem 50% de noção do que os protagonistas desse livro passaram.
Primeiro, você acordar como em algum dia qualquer e do nada se vê cercada pela destruição em massa de não só a sua casa, mas toda a cidade e, descobrir da pior maneira possível que seus pais, amigos, pessoas que você tanto estima estão mortos? Só disso eu ficaria extremamente abalada.

Segundo, ter que se movimentar para conseguir respostas. Sem saber o que aconteceu ou qual foi o motivo e só em mente as consequências desses atos, mobiliza qualquer um a sair do seu canto e procurar uma argumentação plausível para o que está acontecendo. Pelo menos em tese, já que todos que você conhece estão mortos e a tristeza do sequer pensamento de abandoná-los é tão grande que você passa um longo tempo sem poder se mexer.

Terceiro, água e comida. Infelizmente, com o fim da Terra como nós conhecemos, animais e plantas morrem, assim como pessoas. O chão está cheio de corpos e o ar pérfido. Não há outra solução além de arrombar supermercados e procurar comida, nem que seja industrializada e em conserva. Tudo pela sobrevivência.

E por último, mas não menos importante, pequenas mudanças que se agravam ao longo do tempo. Mutações de DNA que não conseguem ser explicadas, mas que são quase como reflexões do seu verdadeiro eu interior.

Aconteça o que acontecer, confie em seu instinto. É tudo que lhe resta. Admita sua nova realidade. Concentre-se em sobreviver. Sai daqui. Neste lugar já não há nada para você. Desprenda-se do passado. Aceite de todo o coração sua nova condição. Siga, não pare. Sua história está para ser escrita. O destino é seu, não peça milagres - respira exaustivamente - Você é o milagre.

Sim, depois disso, se você não quiser continuar o livro, tudo bem. Contudo, devo alegar que é uma pena. O livro é extremamente detalhista e nos apegamos aos instintos de Luna, a protagonista. Em seus devaneios, sonhos e realidade, nos perdemos e acabamos entendendo aos poucos a personalidade de uma mulher com sérios problemas de teimosia e irritação, seguida de sorrisos sinceros e abertos e uns instintos pecaminosos. Para aqueles que gostam da IAN, por exemplo, as cenas hots não são explicitas - aaah -, mas em um certo momento acabamos divididas entre os dois rapazes do trio principal. Temos de um lado o sério e comportado Léo, - devo dizer que sempre foi por esse que eu torci - e por outro temos o sarcástico, porém, com leves distúrbios de humor e desempenho que sobressai o de Fernanda Montenegro, André. Ele é um safado! - ô se é!

A trama toda se desenrola nas idas e vindas de Luna acompanhada por seu inseparável "irmão" - só se for para ela - nas estradas brasileiras atrás de sobreviventes. Notamos desde o começo uma grande história de amor vindo da parte de Léo que Luna cega cabeça de vento não percebe. Juntos, procuram respostas para o que aconteceu e o motivo de terem ficado vivos quando a maioria da população está morta. Em meio a esse mundo estranho e desconexo, temos a graça de encontrar o super fofo vovô da trama, Tom, que antes do "fim da Terra" era segurança e, mesmo após toda a insistência dos principais para irem embora, quis ficar e guardar o seu prédio para quando os donos aparecem. 

Acho que esse foi o único ambiente que ficou intacto em toda história, para vocês terem ideia da devastação que nosso planeta foi submetido. Além dele, conhecemos os dois "filhinhos" que Luna adotou, Juninho e João: um com o poder de super velocidade e outro com quase 4 metros de altura.São nessas diversas aventuras, que a real face de cada um dos personagens é revelada a nós. Uns maquiavélicos, outros egoístas, outros até excêntricos, mas todos com uma certeza: fariam de tudo para sobreviver.

Quando as minhas observações pessoais, fiquei abismada! Até Brasília foi tomada pelo desastre e o monumento do Museu JK, derrubado e destruindo servindo de abrigo para drogados sobreviventes. - Já não basta tá vivo depois de uma catástrofe e o povo ainda quer se drogar? Triste realidade. - Fiquei muito feliz por notar um quê de X-Men no livro. As mutações são bem colocadas em cada personagem para mostrar a complexidade que existe no interior de cada um. Um explemo vivo é Ceci, birrenta, chata, ciumenta, domadora de nada menos que fogo. Sim, podemos esperar muitos uivos, modificações na natureza, homem-camaleão, detetores de água, homem de metais, mulheres leopardos e pequenas macaquinhas da mamãe!

Em sua totalidade, livro muito bom, tirando pequenas partes como só descobrir o nome da personagem depois de quase cinquenta páginas e precisando de um rebuscado um pouco melhor na diagramação, como na carta que foi deixada para Luna. Só quem leu pode saber do que estou falando, ou seja, *então corram pra comprar* -haha


Quer ler o post original?


Clique aqui --> Equalize da Leitura


-----;)--------- Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. Crie, seja feliz!!!!

2 comentários:

Josy Tortaro disse...

Adorei essa resenha, retrata muito bem a história. bjos

Anônimo disse...

The entire Net is getting the greatest supply for all sorts of lending options, such as people for dentist work. Moreover, the convenient option of no loans check has further felicitated the popularity of this loan. So, if you're in urgent cash need and now don't know what to do, take loan until payday and spare yourself from embarrassment. Perhaps you may ultimately take a look this approach with every diverse web sites love Bing. [url=http://fastonlinepayday.co.uk/]http://fastonlinepayday.co.uk/ [/url] pay day loans uk , (c1B